Porque Devo Actualizar O Meu Site?
porque motivo se deve preocupar

Atualizar o website?

Porque devo actualizar o meu site?

Existem várias respostas possíveis para esta simples questão, mas talvez a mais pertinente seja igualmente uma pergunta: Tem o seu site adaptável a dispositivos móveis?

Para poder responder a esta pergunta e ver se o seu site está 100% de acordo com as regras do Google (ou pelo menos, lá perto) para evitar penalizações, faça o teste aqui: https://www.google.com/webmasters/tools/mobile-friendly

Sabia que desde 21 de Abril de 2015 que o Google penaliza quem não tem um site adaptável a dispositivos móveis?

Mas antes de começar a abordar este tema, será interessante falar de estatísticas muito recentes com base em estudos nacionais, feitos pela Marktest.

Num desses estudos, divulgado esta semana, sobre o aumento do acesso móvel a sites nacionais, podemos ver que existiu um aumento de 6 pontos percentuais face ao período homologo em 2014 no que respeita ao acesso a sites nacionais.

E caso isto não lhe diga grande coisa, então aqui fica um gráfico para demonstrar onde estou a querer chegar:

Ou seja, segundo este gráfico existem actualmente 26% de utilizadores que usam os dispositivos móveis (tablets e smartphones) para aceder à Internet. Estamos a falar de 1/4 de utilizadores, ou seja, 1 em cada 4 potenciais clientes. É muito num mercado cada vez mais competitivo!

Mas não vou ficar por aqui…

Outro estudo, também divulgado esta semana pela Marktest, indica que já quase 60% dos portugueses utilizam smartphones. Vejamos o enorme crescimento nestes últimos quatro anos:

Claramente significativo! O suficiente, aliás, para justificar ter um site que seja atractivo e adaptável a dispositivos móveis.

Mas mesmo assim, ainda não fico por aqui! Os utilizadores com Internet móvel mais que triplicou em menos de três anos:

Mas o que é afinal isto de ter sites adaptáveis a dispositivos móveis? Aqui fica uma imagem do Google para melhor representar a resposta a esta questão:

Para detectarmos um site que não se adapta a dispositivos móveis, para além da ferramenta do Google através do link que referi em cima, é muito simples fazermos nós mesmos o teste:

  • Quando abrimos o site, temos todas as opções fáceis de tocar com o dedo, sem termos que andar a fazer “movimentos ninja”?
  • Conseguimos ler tudo claramente sem termos que andar a fazer ginástica com os dedos para aproximar o texto e depois afastar para voltar a ver o site completo?
  • O site aparece diferente da versão que vê no computador (embora que enquadrado com o mesmo grafismo/aspecto)?

Se responder sim a todas as questões, então provavelmente estará a visitar um site que é adaptável a dispositivos móveis (ou, utilizando o termo em Inglês, é um site responsive).

Já agora para falar muito brevemente acerca desta expressão, “responsive” significa que é “responsivo”, ou seja, é um site que “responde” automaticamente ao dispositivo que estamos a utilizar para o visualizar, adaptando-se ao mesmo para melhor conseguirmos navegar e ler.

“Ah e tal, mas isto ainda não é muito significativo, são apenas 26%, 1 em cada 4…”. Esta é uma possível resposta, entre muitas outras, mas lembre-se destas premissas, que não são por mim inventadas mas sim estatisticamente comprovadas:

  • Cada vez é maior a tendência para os utilizadores pesquisarem por uma empresa/marca/produto online antes ou até mesmo durante o processo de compra;
  • O número de utilizadores de dispositivos móveis está claramente a aumentar, logo, maior é a relevância de ter um site rápido e correctamente adaptável a dispositivos móveis;
  • Um terço dos quadros médios e superiores lê notícias no tablet;
  • A penetração de Internet móvel triplicou em menos de três anos;
  • Ter um site desactualizado (não adaptável a dispositivos móveis e/ou com uma imagem/grafismo muito antigos) é considerado suspeito por muitos dos utilizadores que visitam esse site;
  • Não estar online é “não existir” para muitos potenciais clientes;
  • Ter um site que não é adaptável a dispositivos móveis é cada vez mais penalizado pelo Google, o maior motor de pesquisa do mundo.

Estes motivos ainda não são suficientes para o convencer que realmente necessita de um site adaptável a dispositivos móveis? Então, principalmente para quem tem como potenciais clientes alguém “além fronteiras”, estas notícias são ainda mais chocantes, pois são representativas em termos globais:

Ou seja, neste estudo da comScore vemos que globalmente o número de utilizadores que usam dispositivos móveis para aceder à Internet já ultrapassou o número de utilizadores de computadores.

Depois existem ainda as páginas “muito giras” (há uns vários anos atrás, claro), com umas animações e por vezes umas músicas, que são sites baseados num software com o nome de Flash… para quem ainda tenha algum conteúdo em Flash no site ou, pior ainda, tenha TODO o site em Flash… eu nem vou comentar, teste apenas o seu site no link que indiquei em cima e vai perceber o que acha o Google do seu site!

Mesmo inclusive para as micro e pequenas empresas que têm clientes suficientes para os escassos recursos que têm, é importante terem um mínimo de cuidado com a sua presença online, pois um dia os clientes podem diminuir e ter já uma boa base preparada para captar novas leads é sempre uma mais-valia.

Quer saber como poderemos ajudar a melhorar a sua presença online e como podemos potenciar o aumento de leads (oportunidades de negócio)? É muito simples, peça-nos orçamento agora mesmo.

Já sabia que a MaiDot, Lda. é uma empresa acreditada para o Portugal 2020?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Procura algo semelhante? Fale connosco!

Nome *

Email *

Contacto *

* isto apenas significa que é obrigado a escrever qualquer coisa